Notícias

Uma história de trabalho e dedicação

30/11/2015 15:20:38

Tudo começou em 1990 em um pequeno prédio (ex-escola Anchieta) localizado no conjunto Inácio Barbosa, cenário de uma grande história que iniciou com a dedicação de uma pessoa. Sérgio Dantas, engenheiro civil de formação e professor de matemática virtuoso, construiu o Colégio Módulo com a eficiência e precisão dos cálculos.

No final dos anos 70, antes mesmo de surgir a ideia do Colégio Módulo, Sérgio dava aulas particulares de matemática. “Comecei a minha vida como professor. Fui de porta em porta, de bicicleta e depois de mobilete, e aos poucos conquistei o reconhecimento e me tornei mais experiente no assunto, sendo cotado para trabalhar em alguns dos principais colégios de Aracaju”, relembrou.

“Nesse período também tive a ideia de promover cursos para concursos, como a Caixa Econômica Federal, Correios e Banco do Brasil. Formei algumas turmas e esse foi um momento muito bom porque me tornei mais conhecido”, recordou o diretor do Colégio Módulo, que chegou a dar muitas aulas particulares, de segunda à domingo, das 7 horas às 22 horas, para os filhos de empresários e referências políticas da cidade de Aracaju. “Como a minha vida sempre foi ensinar, naturalmente surgiu a ideia de pensar em uma escola”, acrescentou Sérgio.

Foi durante uma visita a um conhecido no conjunto Inácio Barbosa que Sérgio Dantas iniciou a edificação do sonho. “Quando passei por aquele prédio vi a placa de ‘vende-se’, mas eu queria um local que fosse compatível com a minha realidade. Procurei saber quem era a proprietária para tentar um aluguel. Ela acreditou no meu potencial e, ao perceber a minha enorme vontade de erguer um colégio, acabou cedendo”, detalhou.

Para conseguir dar os primeiros passos, Sérgio precisou fazer uma reforma completa no prédio. “Passei quase um ano fazendo todos os ajustes necessários”, pontuou. Foi preciso intensificar as aulas particulares para manter o aluguel do prédio, ainda sem alunos. “Vendi algumas coisas, aumentei a quantidade de aulas e exerci a engenharia para complementar”, contou o diretor.

“Abrimos em agosto de 1990 com apenas oito alunos. Formei uma turma com crianças até três anos e ali foi o embrião do que hoje é o Colégio Módulo”, ressaltou. De acordo com Sérgio, foi preciso muito empenho e um trabalho de mobilização para conquistar a confiança das famílias. “Eu fui de casa em casa com panfletos preto e branco na mão e conversei diretamente com os pais. Eles acreditaram na ideia e no projeto e muitos já me conheciam em razão das aulas particulares de matemática”, contou. Assim, no primeiro semestre de 1991, o Colégio Módulo iniciou suas atividades com 220 alunos.

O crescimento do Colégio Módulo foi gradativo, como gosta de lembrar Sérgio. “Tudo foi feito caminhando passo a passo, com muito planejamento”, falou. Em 1993, foi realizada a primeira ampliação. “Houve uma grande procura por vagas e decidi alugar a casa vizinha”, disse. No mesmo ano, já haviam 440 alunos.

A transferência do Colégio Módulo para o loteamento Parque dos Coqueiros, atual prédio, aconteceu no ano de 1995. “Naquela época, existiam poucas construções no local. Toda a área era um brejo, mas eu vi potencial e aos poucos iniciei as primeiras ampliações. O Colégio cresceu e deu a sua contribuição para o desenvolvimento da comunidade”, afirmou Sérgio Dantas.

Junto com o crescimento da estrutura física, o Colégio Módulo também criou laços profissionais de confiança com os colaboradores. “Isso é um estado de princípios. Surge naturalmente quando se tem credibilidade. Sempre acreditei que nada disso se conquista de maneira forçada, mas com muito respeito e dignidade”, disse.  “O Colégio Módulo representa a minha vida profissional”, finalizou Sérgio Dantas.

Vídeos